Roma Brasil.com

Defesa sofre e Roma perde mais um jogo em 2020

Neste sábado, 01/02, a Roma viajou até a região da  Emília-Romanha para enfrentar o modesto Sassuolo. O time de Paulo Fonseca teve uma das suas piores atuações na temporada, indo para o intervalo com uma desvantagem de 3 a 0. Com menos de 25 minutos a equipe neroverdi já havia colocado três bolas na rede de Pau López e, praticamente, liquidado a fatura.A Roma foi para campo sem grandes alterações.

O time era o mesmo que enfrentou, e muito bem, a Lazio no último final de semana. Com a saída de Florenzi para o Valência, Santon fez o seu primeiro jogo como principal lateral direito da equipe giallorossi. A partida do número 18 foi desastrosa. Santon teve um péssimo primeiro tempo e foi substituído ainda no intervalo da partida.

Outra nota negativa na partida foi Gianluca Mancini. O zagueiro da Roma tem muitos méritos com a bola no pé mas anda sofrendo demais quando é exigido defensivamente. Os últimos jogos do jovem italiano são preocupantes, com Mancini se mostrando frágil e inconsistente, diferentemente do seu companheiro de zaga.

O começo de jogo da Roma foi apático. O time da cidade eterna demorou para entrar no jogo e quando entrou já estava com uma desvantagem de três gols para buscar. A Roma manteve o seu padrão de jogo na partida. A equipe ocupava o campo defensivo do adversário e abusava das linhas altas para fazer pressão na marcação neroverdi.

O problema para a equipe da capital foi que o Sassuolo soube aproveitar cada erro,  cada espaço deixado pela Roma no jogo. Nenhum buraco ou passe errado era desperdiçado pelo time de Roberto de Zerbi. A defesa romana, uma das cinco melhores da competição, foi testada e vencida pelo Sassuolo. N

o primeiro gol o time da casa enfiou uma bola nas costas de Santon e Mancini, no segundo atacaram o espaço vazio deixado por Spinazzola e no terceiro aproveitaram o erro de Mancini na saída de bola.A equipe de Paulo Fonseca, que havia animado a sua fanática torcida no derby do último final de semana, deu um banho de água fria no lado giallorossi da capital.

A atuação defensiva contra o Sassuolo apresentou inúmeras falhas que o treinador português precisa, urgentemente, resolver. A disputa contra a Atalanta pela quarta vaga para a Liga dos Campeões será dura, longa e não poderá haver a mínima inconsistência se a equipe da cidade eterna quiser voltar a principal competição europeia na temporada que vem.

Por Samuel Novaes - @SamuelNovaes0