Roma Brasil.com

Shakespeare: "O Leicester não é um clube de vendas"

O treinador do Leicester, Craig Shakespeare, insiste que as raposas "não querem ser um clube de vendas", em meio à incerteza sobre o futuro de Riyad Mahrez. Shakespeare deixou claro que seu clube não seria intimidado em vender nenhuma de suas estrelas.

"O pesadelo de todos os treinadores é perder um jogador nas últimas 24 horas ou no dia da janela [fechar] e você não pode ter uma substituição", disse o inglês.

"Esse é o pesadelo de todos os treinadores. Existem [grandes clubes com dinheiro], mas somos um clube que não precisa vender, o que é de vital importância.

"Eu acho que temos proprietários que querem manter seus melhores jogadores, e a realidade é que estamos vivendo com a situação atual da janela de transferência.

"Eu acho que cada clube está vivendo sua  realidade, então nós temos que lidar com isso. Claro, nós não queremos ser um clube de vendas, queremos adicionar o que já temos ... alguém poderia oferecer e nós o recusamos e nós continuamos com isso.

"É tão simples quanto isso para mim e é tão claro quanto isso. E, novamente, tenho certeza que não dormiria à noite se todos os cenários que você me colocasse acontecessem.

"Apoio do clube? Eu acho que sempre temos essas garantias e penso que até que possamos receber as propostas, nunca temos certeza dos montantes e coisas assim, então não me envolvem muito com isso.

"Então eu não tenho que me preocupar com isso; Eu não preciso de garantias às vezes porque é isso que é a realidade ".