Roma Brasil.com

Di Francesco: "Roma deve sentir-se forte"

Eusebio Di Francesco acredita que os problemas na equipe romana são, acima de tudo, psicológicos. "Devemos ajudar esses homens a se sentirem mais fortes."A equipe enfrenta a Inter neste domingo no Olímpico.

"Diego Perotti e Javier Pastore estão ambos disponíveis, mas eles não podem jogar desde o início", confirmou o treinador em sua conferência de imprensa. Edin Dzeko, Stephan El Shaarawy, Lorenzo Pellegrini e Daniele De Rossi estão fora de ação e podem ficar de fora por um tempo. “Há um estudo da UEFA que mostra que há estatisticamente mais lesões durante este período da temporada, quando há equipes jogam em vários torneios. Infelizmente, tivemos todos esses problemas ao mesmo tempo.

“Não pense que, porque eles ganham muito mais dinheiro agora, os jogadores podem ter 100 jogos por ano. O ritmo do esporte aumentou e o nível de qualidade é muito maior, então você precisa aumentar a intensidade do treinamento e isso pode levar a lesões.

“Temos que trazer algo mais de dentro de nós mesmos. A derrota para o Real Madrid mostrou que ainda falta algo, incluindo a sorte que você precisa colocar a bola no fundo da rede. Fui criticado por não usar Patrik Schick o suficiente, depois criticado por usá-lo. O que as pessoas querem? Precisamos de todos e, neste momento, não estou em posição de fazer muitas escolhas. Patrik tem que dar mais e acima de tudo acreditar em seu próprio imenso potencial.

“O aspecto psicológico torna-se decisivo nesse nível e é aí que ele precisa melhorar. Precisamos de homens fortes e, portanto, devemos ajudar esses homens a se sentirem mais fortes. Eu tenho que fazer com que eles se sintam fortes em suas próprias mentes.

“A única área em que posso fazer algumas escolhas é em defesa. Não sei se Federico Fazio vai começar, eu poderia usar três ou quatro na defesa. Eu estou trabalhando em ambos os sistemas e vamos ver o que é mais oportuno.

“Na última temporada, houve jogadores diferentes, times diferentes. Nós não merecemos perder contra o Inter, então eu só posso esperar que nós reproduzamos a sorte deles e levemos uma vitória para casa mesmo jogando mal. Devemos algo aos fãs da Roma, mas ao mesmo tempo ainda precisamos do apoio deles.”