Roma Brasil.com

De Rossi: Eu me daria renovação!

O capitão da Roma, Daniele De Rossi, afirma: "Se eu fosse um diretor, teria renovado o contrato de um jogador como eu."

De Rossi vai deixar a Roma este Verão depois de não ter sido oferecido um novo contrato e apesar de não ter "rancor com ninguém" no clube, o jogador de 35 anos apontou uma pequena dissimulação no tabuleiro.

"Eu quero jogar e há uma diferença mínima de opinião entre nós, mas eu não tenho rancor com ninguém", ele continuou em uma conferência de imprensa .

“Eu vou falar com o presidente um dia. Eu também não tenho nenhum problema com Franco Baldini. Eu me imaginei enfaixada e eles me pedindo para continuar jogando.

“Não aconteceu assim, mas tenho que aceitar e seguir em frente. Se eu fosse um diretor, teria renovado o contrato de um jogador como eu.

“Eu me saí bem quando joguei bem e resolvi problemas no vestiário. Se eu fosse um bom diretor, renovaria meu próprio contrato, mas não posso fazer nada agora.

“Os fãs mostraram o quanto eles me amam ao longo dos anos. Eu fiz a mesma escolha em troca.

“Eu não os troquei por um copo hipotético que você não sabe que vai ganhar se sair.

“Havia três ou quatro anos, quando tive a oportunidade de ir para as equipes que deveriam ganhar mais do que a Roma, mas nós escolhemos um ao outro e teria sido uma tragédia se eu dissesse que preferia ir a outro lugar ou se os fãs dissessem, 'o que estamos fazendo com De Rossi? Preferiríamos Iniesta e preferiríamos ganhar mais.

“Eu ainda tenho amor verdadeiro pelo clube, e acho que vai continuar de formas diferentes. Eu não vou descartar que nos próximos anos, eles vão me ver se esgueirando com um sanduíche e uma cerveja para torcer pelos meus amigos.

“Um pequeno desapontamento que tenho é que muitas vezes tive a sensação de que o time havia se tornado muito forte, muito próximo daqueles que estavam ganhando, e depois demos um passo atrás.

“São regras do mercado: algumas podem comprar um carro e outras podem pagar apenas por algumas.

“Eu não posso culpar o clube por isso. Não vou entrar nos números, mas espero que a Roma se torne forte com o novo estádio.

“Muitos jogadores saíram e depois de dois meses, eles me ligaram e me pediram para voltar.

“As pessoas se acostumam com outros lugares, mas é bom aqui. É um lugar quente para jogar futebol e mais um passo precisa ser dado. 

“Tendo dito isso, já somos uma equipe forte, com muitos jogadores jovens, de quem podemos começar de novo, e somos uma equipe que tem futuro.

"Algo deu errado nesta temporada, mas não vamos falar sobre isso hoje."