Texto por Colaborador: Redação 06/06/2024 - 00:00

A massa salarial da Roma passará por uma grande reestruturação à medida que o clube avança para um novo projeto de longo prazo que irá lutar por uma maior sustentabilidade financeira.

Com Daniele De Rossi nomeado novo treinador da equipe e Florent Ghisolfi como novo diretor técnico da Roma, o clube da capital está pronto para lançar um novo projeto – o segundo no mandato de Friedkin.

A contínua ausência da Roma na Liga dos Campeões foi levada a sério pelos proprietários americanos, que agora desejam resolver o principal problema da equipe que não conseguiu se classificar consecutivamente para a UCL.

Conforme relatado por La Gazzetta dello Sport, os Friedkins querem priorizar a redução da massa salarial dos atuais 104 milhões de euros, que classificam a Roma como o terceiro time mais bem pago da Série A, atrás apenas de nomes como Juventus e Inter de Milão.

Diz-se que os Friedkins pretendem uma redução de 10-15% na massa salarial do clube – isto será conseguido através da saída de vários jogadores neste verão, substituindo-os por alternativas sustentáveis e de baixo custo.

Ghisolfi foi incentivado a criar uma rede de olheiros e focar em contratações de baixo risco e alto potencial.

via romapress

Categorias

Ver todas categorias

Roma acerta em manter De Rossi para a próxima temporada?

Sim

Votar

Não

Votar

72 pessoas já votaram